Lima Duarte é homenageado na abertura do Ecocine – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos

Cultura

Road movie dirigido por Ariane Porto comemora 91 anos do ator

           No próximo dia 29, às 20h, após a abertura do Ecocine – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos, acontecerá a pré-estreia, online, do filme que mostra parte da história de vida de um dos maiores talentos da dramaturgia brasileira, Lima Duarte. Nesse dia, o ator completa 91 anos. Bye Bye Desemboque, Lima Duarte e Suas Veredas é um road movie com roteiro e direção de Ariane Porto. A dupla já fez três longas-metragens: o infantil A Ilha do Terrível Rapaterra (2006), Topografia de um Desnudo (2010) e O Crime da Cabra (2016). Fizeram também o projeto Bem-te-vi (btv.org.br), que cria núcleos de produção audiovisual para crianças em escolas e comunidades, do qual Lima é padrinho, e o curta-metragem de animação, A Folha de Samaúma (2011), com roteiro do ator, que recebeu vários prêmios. 

           Ariane Porto, presidente de honra do Ecocine, abrirá o festival, às 19h30, com a exibição de uma conversa sobre educação, com o Prof. Dr. Miguel Farias, psicólogo, pesquisador de psicobiologia e professor da Universidade de Oxford.

Bye Bye Desemboque

           Desemboque é um distrito da cidade de Sacramento, MG, cidade natal de Lima. “O filme, que mostra o ambiente da infância do Lima, é uma homenagem, um presente-surpresa de aniversário, por tudo que ele fez, faz e fará pela cultura brasileira, a começar por sua generosa participação em tantas edições do Ecocine”, diz Ariane.

            A produção envolveu uma viagem às cidades mineiras Desemboque e Sacramento, com imagens da região e depoimentos de moradores. Há uma seleção de vídeos gravados pelo próprio Lima, trechos de filmes da dupla e muitos textos, poéticos, a maioria compostos e recitados por eles, que embalam o filme de 51 minutos. O destaque fica para a declamação feita pelo ator de um poema de Cândido Portinari.

          A narrativa é dividida em partes, que citam ingredientes, emoções e expressões mineiras, entre outros. As cenas com alimentos mostram uma culinária delicada, em que Ariane prepara uma receita de sardinha, seu presente em todo aniversário de Lima Duarte. Neste ano, além da sardinha, fez um filme.

91 anos        

          Lima Duarte vive em seu sítio em Indaiatuba, SP, e se mantém atento ao que acontece no Brasil e no mundo: “O ser humano está destruindo tudo em nome de um comércio nojento, ganhar dinheiro com usina no Amazonas, minério no Amazonas, lixo em qualquer lugar. Mas mandaram o Trump embora porque ele queria apodrecer tudo.”

          Sobre a longa parceria com Ariane, ele fala dos três longas: “São bem interessantes, honestíssimos.” E lamenta: “Devíamos ter feito a série dedicada ao meio ambiente”, referindo-se ao personagem Rapaterra.   

            Do Brasil, ele comenta: “Com esse pessoal que temos no poder, a consciência está sendo massacrada, destruída, apedrejada, o que eles querem é emporcalhar tudo mesmo. E nós lutamos contra isso nos filmes que fizemos.”

            Chegar aos 91, para Lima Duarte, é ser “prisioneiro das memórias”: “Estava lendo A Montanha, de Thomas Mann…A vida são duas, uma pragmática, narra-se a mãe, o pai, a escola, os filhos, o trabalho, as pequenas vitórias, as derrotas, vai indo, adoeceu e morreu. É muito rápida. Tem outra que é muito longa, que se passa no universo crepuscular da memória. Essa, que eu vivo agora, tem uns três mil anos. Desemboque, tô lá ainda! Dá uma olhadinha que você me acha lá. Não me achou lá? Debaixo desses pés de pau? E essa estradinha aí, estou lá, estou indo pescar, de pé descalço, eu tô levando um sapiquá, gostava muito de pescar…”     

           O projeto Bye Bye Desemboque, Lima Duarte e Suas Veredas foi patrocinado pelo Banco Itaú, através da Lei de Incentivo à Cultura, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, do Governo Federal.

SERVIÇO:

ECOCINE: de 29 de março a 5 de abril – edição online – grátis

Abertura ECOCINE – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos

29 de março, 19h30: Exibição do bate-papo entre Ariane Porto e Miguel Farias sobre educação

20h: Pré-estreia Bye Bye Desemboque, Lima Duarte e Suas Veredas

Link: taoplay.com.br (importante fazer a inscrição antes do inicio das exibições)

Siga o Ecocine: ecocine.eco.br  / Facebook: @ecocineeconine  / Instagram: @ecocine.eco

                                        Ecocine – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos teve 2432 filmes inscritos de 114 países

Irã lidera com 333 obras; mesmo com uma única obra, 16 países marcaram presença, com destaque para Moldova, Mali e Paraguai

Encerradas as inscrições para a edição de 2021 do Ecocine – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos, que acontecerá entre 29 de março e 5 de abril, o evento recebeu 2432 obras de 114 países. O Irã lidera, com 333 filmes, seguido do Brasil, com 256, e Índia, com 239. Com apenas uma obra, 16 países marcaram presença. Ariane Portopresidente de honra e idealizadora do festival, destaca a presença de Mali, Moldova e Paraguai, onde os criadores “lutam para não se calar”. Segundo ela, “a crise não tirou a força, não ameaçou o talento e, ao fortalecer os meios digitais, intensificou o intercâmbio, nos aproximando de ideias e realidades distantes, com as quais tínhamos contatos raros e ocasionais.”                 

Kk Araujo, diretora do festival, concorda que o formato online, inicialmente imposto pela crise sanitária, abriu um caminho sem volta, universalizando a participação de criadores: “A pandemia não calou o cinema, ao contrário.”

Serão selecionados 150 filmes por 48 integrantes da comissão internacional, composta por diretores de cinema, atores, arquitetos, escritores, de 13 países, incluindo Brasil – Alemanha, Japão , Índia , Polinésia Francesa, Argentina, Chile, Estados Unidos, Qatar, Espanha, Canadá, Portugal, Itália. A seleção final será feita por 4 curadores, do Brasil, Índia e Canadá. O tema deste ano será “Liberdade”, valor que tem sido alvo de ataques, e cuja sobrevivência se agravou com a pandemia covid-19. 

O projeto é incentivado pela Lei Aldir Blanc e Proac – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo, por meio do Edital de Áudio-Visual / Fomento de Cinema. Acesso on-line gratuito para o público.

Sobre Ariane Porto:

Ariane Porto é bacharel em Ciências Sociais pela UNICAMP, mestre em Artes Cênicas e doutora em Artes pela Universidade de São Paulo, com pós-doutorado em Comunicações e Artes na ECA – USP. É professora do Instituto de Artes da UNICAMP, professora convidada da Especialização em Educomunicação da ECA/USP.

Membro da Academia Campineira de Letras e Artes e do Centro de Estudos de Pragmatismo, é sócia fundadora do Teatro de Arte e Ofício (1984), do Centro Cultural São Sebastião Tem Alma (1989), da TAO Produções Artísticas (2012) e TAO Edições (2016).

Cineasta, escritora e roteirista, Ariane Porto produziu e dirigiu curtas, médias e longas metragens para cinema e séries televisivas. Produtora e diretora de teatro, desde os anos 80, fez mais de 30 espetáculos teatrais e ganhou vários prêmios. Em 2013, ganhou  melhor roteirista profissional, da ANCINE – Agência Nacional do Cinema, co-produção Brasil/Itália, em projeto sobre a vida de Carlos Gomes. No mesmo ano, com a Ilha do Terrível Rapaterra, estrelado por Lima Duarte, recebeu Melhor Filme com Temática Ambiental da Revista Eco Spy. Em 2015, recebeu a Medalha Carlos Gomes, da Prefeitura Municipal de Campinas. Em 2016, foi escolhido como o “melhor trabalho” sua apresentação no III Encontro de Neurociências na Educação, Brazilian Institute of Neuroscience and Neurotechnology.

É presidente de honra do ECOCINE – Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos, criado em 1992, primeiro evento do gênero no Brasil. Siga o Ecocine na web e redes sociais:  

Site: ecocine.eco.br  / Facebook: @ecocineeconine  / Instagram: @ecocine.eco

Abaixo a relação completa de números de inscritos, por país (conforme aparecem no relatório, em inglês):

Iran, Islamic Republic of    333

Brazil    256

India    239

United States    134

Italy    117

Turkey    97

France    83

Spain    76

Russian Federation    74

United Kingdom    74

Portugal    65

Mexico    62

Argentina    54

Poland    43

Not Specified    39

Egypt    39

Germany    38

China    35

Canada    30

Korea, Republic of    27

Indonesia    23

Greece    22

Bangladesh    21

Colombia    18

Ukraine    17

Israel    17

Chile    14

Peru    13

Ireland    13

South Africa    12

Croatia    11

Lebanon    11

Hungary    11

Morocco    10

Switzerland    10

Netherlands    10

Romania    10

Philippines    10

Serbia    9

Austria    8

Tunisia    8

Ecuador    8

Taiwan    8

Japan    7

Armenia    7

Australia    7

Azerbaijan    7

Bulgaria    7

Iraq    6

Belgium    6

Costa Rica    6

Jordan    6

Kazakhstan    6

Malaysia    6

Pakistan    6

Palestine, State of    5

Zambia    5

Lithuania    5

Latvia    5

Bosnia and Herzegovina    5

Sweden    5

Panama    5

Estonia    4

Algeria    4

Afghanistan    4

Cuba    4

Denmark    4

United Arab Emirates    4

Syrian Arab Republic    3

Belarus    3

Czech Republic    3

Guatemala    3

Macedonia, the former Yugoslav Republic of    3

Mali    3

Nigeria    3

Singapore    3

Yemen    3

Uzbekistan    3

Venezuela, Bolivarian Republic of    3

Viet Nam    3

Finland    2

Benin    2

Bolivia, Plurinational State of    2

Congo, the Democratic Republic of the    2

Uganda    2

Greenland    2

Honduras    2

Hong Kong    2

Iceland    2

Kenya    2

Luxembourg    2

Montenegro    2

Mozambique    2

Norway    2

Senegal    2

Slovakia    2

Slovenia    2

Côte d’Ivoire    1

Bahrain    1

Cameroon    1

Georgia    1

Korea, Democratic People’s Republic of    1

Kyrgyzstan    1

Lao People’s Democratic Republic    1

Malawi    1

Malta    1

Moldova, Republic of    1

Paraguay    1

South Sudan    1

Sri Lanka    1

Tanzania, United Republic of    1

Uruguay    1

Zimbabwe    1

Cyprus    1

Please follow and like us:
0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *